NOSSO FACEBOOK!

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Emily Deschanel na revista "Ladies' Home Journal"

Sua Reação Foi: 
O que está por trás da do brilho da bela estrela de Bones? Um estilo de vida saudável, amizades de longa data e o fato de que ela está à espera de seu/sua primeiro (a) bebê. 



Para conferir os outros scans e a tradução da entrevista...


Beleza real é...

Conhecer a si mesma e ser honesta acerca de quem você é. Quando você está confortável consigo mesma, você reflete essa beleza externamente, independentemente de quantas falhas você tenha. Minhas falhas? Eu fujo. Tenho celulite. Preciso cobrir meus fios grisalhos. Mas tudo isso é apenas ser humana.


Como eu me alimento...

Vinte anos atrás assisti a um documentário na escola chamado Dieta para uma Nova América que mudou a minha vida. Tornei-me vegetariana naquele instante e depois me tornei vegan [vegans evitam laticínios, ovos e carne e não usam produtos de origem animal como couro], o que já faz 18 anos. Dizer não para a carne me faz sentir mais forte por dentro; sinto-me alinhada com a minha moral e ética. Ainda preciso me defender porque as pessoas não entendem. Como uma mulher grávida principalmente, as pessoas me dizem, “Você precisa comer carne e laticínios.” Você realmente precisa se conectar com sua auto-estima sempre que as pessoas tentarem te convencer que estás tomando a decisão errada.


O lado negativo da beleza...

Em Hollywood há tanta pressão para que sua aparência seja de certa forma, ser magra e parecer jovem. Quando criança, nunca me importei com o fato de se eu era ou não bonita. Mas quando tinha 12 anos, uma amiga da minha mãe me disse que meu peito era plano e que eu tinha quadris largos. Aquilo realmente feriu meus sentimentos e meio que me assustou; comecei a ficar ciente da forma como outras pessoas me julgavam.  Depois disso nunca me senti atraente. Era tão nerd na escola; ninguém queria namorar comigo. Agora faço coisas para me sentir mais bonita; arrumo meu cabelo e me maquio. Mas também estou tentando voltar àquele sentimento de quando era uma garotinha, de não me importar com o que as pessoas pensam.


Sentindo-me bem nos meus 30...

A cada ano me sinto mais confiante. Também tenho os mesmos amigos há muito tempo. Conheço uma das minhas melhores amigas desde que tinha 7 anos e meus outros amigos são da época do ensino médio e da faculdade. Conhecer as pessoas por tanto tempo é tão valioso. Tenho uma amiga do primeiro ano do ensino médio que ficou grávida um pouco antes de mim. Agora compartilhamos histórias sobre nossos desejos e como nossos corpos estão mudando. Podemos comparar notas. Ter alguém assim é tão reconfortante; isso me conecta com uma parte essencial minha.


Sinto-me linda quando...

Estou relaxada, como quando é domingo e eu não tenho planos. Fico mais relaxada quando não tenho que pensar no que estou vestindo ou como está o meu cabelo. Isso pode voltar e te assombrar, claro. Fui ao supermercado outro dia vestindo caças de ginástica e sem maquiagem. Sempre penso que ninguém vai me reconhecer quando estou parecendo uma sem-teto, mas uma fã me avistou. Uma amiga me contou que uns amigos dela da Austrália me viram na rua e disse que eu não me parecia em nada com o que pareço na TV. Isso me fez rir. Fico contente em mostrar às pessoas que não sou perfeita o tempo todo. 





Scans via Bonesluv
Tradução: Amanda C.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...